Posts in Tag

expedição fotográfica

Como vocês já sabem, agora terça que é dia de fotografia aqui no blog e hoje eu vou contar pra vocês como foi participar de uma Expedição Fotográfica! Tem coisa melhor do que combinar aulas de fotografia e viagem, gente? Acho que pra mim não! E como sei que muita gente ficou curiosa pra entender como funcionou esse negócio, vim contar pra vocês os aspectos “fotográficos” da minha última aventura. Já vou começar falando que o post não é propaganda nenhuma, mas como só viajei com a Imagens & Aventuras,

Na minha humilde opinião, Cape Town é a cidade naturalmente mais bonita do mundo. É uma surpresa a cada estrada, cada curva, cada praia e cada montanha. Tudo começa pela famosa Table Mountain, vista lá da janela do avião, mas o impressionante mesmo é circular por Green Point, Camps Bay, Hout Bay e ver esse mar azul rodeado de enormes montanhas rochosas, casas sem muro (mesmo em uma das cidades mais perigosas do mundo, veja só!), lojinhas charmosas, pubs e restaurantes. Conheci Cape Town em 2008, quando estudei inglês por

Antes de resolver investir em uma carreira no ramo, tinha a fotografia como um hobby que vinha junto com as viagens. Como conhecer novos lugares e pessoas sem levar junto a câmera para registrar tudo isso em imagens? Eu sempre fui daquelas turistas animadas em levar uma DSLR para a Disney, mesmo quando ainda fotografava no automático. Adoro ficar namorando aqueles sites que mostram cinquenta imagens de lugares paradisíacos, praias incríveis e coisas do tipo, sabe como é? Daí conheci também fotógrafos como o Sebastião Salgado que vivem viajando e fotografando maravilhas e tragédias

Você conhece o trabalho de Jimmy Nelson? Ele é um fotógrafo britânico que decidiu viajar o mundo retratando tribos que estão de certa forma ameaçadas de extinção. Todo o projeto, entitulado Before They Pass Away (Antes Que Eles Morram, em tradução livre), foi produzido em viagens que aconteceram durante três anos, em 44 países, como Equador, Quênia, Rússia e Papua-Nova Guiné. Jimmy Nelson tornou-se conhecido por volta de 1987, quando decidiu cruzar o Tibete a pé em uma viagem de um ano e gerou resultados fotográficos incríveis. Ele cobriu, ainda, histórias na Rússia e Afeganistão, a guerra na