Posts in Category

Oceania

Aprendi nos últimos anos que o melhor jeito de começar a conhecer uma cidade é fazendo um Free Walking Tour. Digo começar porque o tour é rápido, mas te dá o background histórico do lugar, te mostra os principais pontos turísticos e até dá algumas dicas bem locais de restaurantes e lojas legais pra conhecer. Depois desse primeiro passeio, você consegue voltar em tudo que é mais interessante, entrar nos museus com tempo e não perde seu tempo pesquisando tuuuuudo sobre a cidade. Isso funcionou super bem quando fomos para Berlim,

Esse post é uma continuação desse aqui, em que mostrei para vocês o resultado de dois dias fotografando o Festival Sing Sing, em Mount Hagen. Hoje vocês vão ver um outro lado de Papua. Em uma das nossas tardes livres, convencemos o guia a nos levar ao mercado da cidade, já que queríamos conhecer algo além do festival. Cheguei com um pouco de medo, ressabiada e com a câmera guardada, mas esse sentimento não durou nem cinco minutos. Nunca me senti tão acolhida e segura como dentro desse mercado. Recebi tantos

Esses dias estava revendo algumas das fotos que tirei em Papua Nova Guiné e percebi que fiz alguns posts sobre essa viagem aqui no blog, desde as expectativas até dicas de viagem, mas não mostrei o “resultado fotográfico”. Para quem não acompanhou os posts anteriores, fui para Papua em uma expedição fotográfica com uma empresa do Rio de Janeiro especializada nesse tipo de viagem, combinando muitas vezes fotografia e destinos exóticos. A ideia era registrar o Sing-Sing Festival que reúne dezenas de tribos do pais para dois dias de música, dança

Eu sou viciada em mercados e feiras. Pode ser de artesanato, verduras, peixes, antiguidades ou qualquer coisa do tipo, se tiver uma feirinha na cidade que visito, pode saber que estarei por lá. Em Tokyo conheci o Tsukiji Fish Market, comi sushi às 7h da manhã e fiquei fã, então imagina minha alegria ao descobrir que almoçaríamos no mercado de peixes de Sydney? A sugestão foi do nosso guia (viajei com a expedição fotográfica, lembra?) e achei maravilhosa. O mercado de Sydney é bem diferente do de Tokyo, mais limpo,

Sabe aqueles lugares que nunca imaginamos conhecer na vida? Eu via as fotos do Sebastião Salgado e Jimmy Nelson de Papua Nova Guiné, mas achava que uma viagem pra lá era totalmente inatingível. Pra ser bem sincera, quando ouvi falar no país até tive que abrir o atlas Google Maps pra conferir onde é que ele ficava! E sei que muita gente também fica nessa dúvida quando falo de lá, então já aviso que o país faz divisa com uma das ilhas da Indonésia e fica na Oceania :D Pensando nisso de

Complementando o assunto de ontem, hoje vou contar pra vocês o que tem de mais legal para fazer em Sydney! Acho que quem vai pra Austrália não deixa de dar um pulinho na Barreira de Corais e conhece outras cidades na costa, então é comum ter um tempo restrito na cidade. Aqui não pude evitar falar do roteiro mais “turistão”, mas garanto que cada uma dessas esquinas vale sua visita. Primeiro é importante falar que por lá funcionam aqueles ônibus no estilo Hop On – Hop Off, que pode ser

Em agosto conheci mais um daqueles lugares que deixam a gente com um frio na barriga e com a sensação de estar sonhando. Eu não conseguia acreditar que tava ali, de frente pra Opera House, do outro lado do mundo, na Austrália. Não sei porque, mas a Austrália me parecia de certa forma mais inatingível que a China ou o Japão. E a sensação de estar ali foi mágica. Sydney me surpreendeu em muitos aspectos. Eu imaginava uma cidade mais ao estilo Miami e acabei sentindo um clima mais europeu

1 2 Page 1 of 2