Posts in Category

Reykjavik

Aproveitando os últimos dias do ano, os blogueiros da RBBV organizaram uma blogagem coletiva para lembrarmos das melhores viagens que fizemos em 2016. Como passamos a maior parte do nosso ano na Europa (10 meses!), aí vão nossos cinco destinos preferidos dessa temporada maravilhosa: A Wild Atlantic Way na Irlanda Já fiz alguns posts sobre essa rota aqui no blog, mas não custa repetir. A costa oeste irlandesa foi nossa maior surpresa do intercâmbio e, nem quando alugamos o carro pela primeira vez, sabíamos realmente o que nos esperava. Em dez dias

O post de hoje é um “resumão” explicando nosso roteiro para a Islândia pra ajudar vocês a programarem a sua viagem. Esses dias um amigo me perguntou se cinco dias foram suficientes e posso afirmar que pra mim não foram e que fui embora com a vontade de ter pelo menos mais cinco dias por lá para dar a volta completa na ilha. Mas se você quiser ver o principal, conhecer a capital e tentar ver a aurora boreal, esse período vai te atender super bem! Vamos ao roteiro? DIA

O Golden Circle é uma rota turística de aproximadamente 240km, partindo de Reykjavik. Seus três principais pontos são o Parque Nacional Þingvellir (ou Thingvellir), a linda cachoeira Gullfoss e um vale geotermal com o Geysir “original”. No passeio ainda pode ser incluída a Kerið, um lago formado dentro de uma cratera vulcânica, além de muitas outras paisagens impressionantes que vão fazer você querer descer do carro para fotografar. Apesar de parecer um passeio longo, é tranquilo fazer em um dia, sendo um dos principais tours partindo de Reykjavik. Lembrando que são 240km pra ir

Confesso que cometi um erro na minha programação da Islândia: passamos pouquíssimo tempo em Reykjavík. Provavelmente não trocaria nenhum dos passeios que fizemos por um dia a mais na cidade, mas trocaria um dos dias que passamos na Alemanha, por exemplo. Vale a consideração :) A capital do país é uma cidadezinha linda, com o centro colorido e cheio de lojinhas de souvenir, supermercados, restaurantes e opções de entretenimento. A cidade de 120mil habitantes (censo de 2009) é bastante dispersa e por isso recomendo se hospedar próximo ao centro, preferencialmente nos

A Islândia tem uma infinidade de comidas típicas e pode ser um paraíso para os gourmands corajosos. Algumas iguarias são tubarão podre fermentado, carne de baleia, cabeça de cordeiro fervida e testículo de carneiro. E aí, ficou com vontade? Eu não sou uma pessoa tão ousada em minhas experiências gastronômicas, então acabei ficando no básico enquanto visitava o país, mas no último dia resolvemos conhecer o Café Loki, um restaurante de culinária típica local, para provar algumas coisas mais diferentes. O Loki não tem tantas opções exóticas não, mas uma comidinha com cara

Planejar uma viagem para a Islândia não é complicado. Tem muita informação pela internet, páginas no Facebook que ajudam e o melhor é que tá tudo em inglês. Mesmo assim, algumas informações importantes podem ficar perdidas e é sobre isso que eu vou falar: o básico que você precisa saber para planejar a sua viagem. Vamos lá? COMO É O CLIMA? Nunca faz muito calor na Islândia e verão por lá costuma ter temperaturas máximas próximas de 15ºC. Em compensação o inverno islandês é razoavelmente tranquilo, mesmo o país estando

Como já citei algumas vezes por aqui em posts anteriores, decidimos que a melhor opção para conhecer a Islândia seria alugar um carro. A escolha foi feita na fase de planejamento depois de ler relatos em blogs como o Não Provoque e o London, sô! em que as meninas contavam que uma das melhores coisas que fizeram foi ter alugado o carro no país. Não pensei duas vezes – eu e o Lucas somos grandes fãs de road trips. Minha única preocupação com o carro era dirigir na neve e em estradas

1 2 Page 1 of 2