Posts in Category

Montevidéu

Em 2012 li um livro que me tocou como poucos. A Sociedade da Neve, de Pablo Vierci, conta a história do acidente de avião que deixou dezenas de jovens uruguaios presos nos andes chilenos em 13 de outubro de 1972. Os jovens estavam indo, em um avião fretado da força aérea uruguaia, para um torneio de rugby no Chile quando, depois de uma parada em Mendoza, tiveram problemas de comunicação e acabaram se chocando com as montanhas andinas. Eram 45 passageiros, incluindo família e amigos dos jogadores, e 29 deles sobreviveram aos primeiros

Vai pro ar hoje a segunda e última parte do que fazer em Montevidéu! Dá pra montar um roteiro para três dias com todos os pontos turísticos indicados, mas ainda tem muito mais para fazer na cidade – museus, galerias, teatros, etc. A cidade também é ótima para comer bem, então não deixe de provar a parrillada, chivitos, alfajores, empanadas e outras delícias oferecidas nos cafés. Pra quem gosta de carne, não deixe de almoçar um dia no Mercado del Puerto. Você pode combinar a visita com o centro histórico

Montevidéu não é uma cidade com infinitas opções turísticas, mas há o bastante para ocupar o viajante por alguns dias na cidade. O Uruguai é um país maravilhoso, então minha sugestão para quem viaja para lá é se programar para ficar na capital por três dias e conhecer cidades como Punta del Este, Colonia del Sacramento, Punta del Diablo e outras. Sugiro começar o passeio pela Plaza Independencia, no centro antigo. No meio da praça há um monumento em homenagem a José Artigas, um importante militar que lutou contra os ingleses,

Apesar de não fazer isso com tanta frequência, acho as visitas guiadas uma ótima oportunidade para conhecer uma cidade, museu ou monumento. Muitas vezes, ao somente visitar, perdemos muitas informações importantes da história e construção daquele lugar. Além disso, tem lugares que só podemos visitar com uma visita guiada. Em Montevidéu fiz duas visitas que valeram muito à pena. Além de serem muito baratinhas, há grandes surpresas, muita informação histórica, prédios e decorações incríveis e tudo em português! É só continuar lendo pra entender porque vale à pena visitar o