Diário de Intercâmbio #6 – Seis Meses!

Muita coisa aconteceu nesses últimos meses e o blog ficou meio bastante abandonado. Não vou fazer grandes promessas, mas vou fazer o meu melhor pra recuperar o tempo perdido :)

Duas coisas importantes tem ocupado minha cabeça: mais de seis meses se passaram desde que colocamos nossos pézinhos aqui na Irlanda (ou: “ai meu deus, não conheço nada do pais e já passou mais da metade do intercâmbio”) e marcamos nossa passagem de volta pro Brasil (01/11). Com isso em mente, vamos ao post!

Com todo esse sumiço, acabei não contando pra vocês como foi o St. Patrick’s Day por aqui. Minhas expectativas em relação ao evento eram: todo mundo na rua, usando elementos verdes, música irlandesa e muita cerveja. Eu estava certa em partes: tudo isso acontece, mas não nas ruas. Na verdade, é proibido beber nas ruas da Irlanda, mesmo no dia de St. Patrick’s. Rolou uma decepção com o evento, que nada mais é do que um loooongo pub crawl em que as pessoas usam verde. Sem contar que a maior parte das pessoas no Temple Bar era de estrangeiros, já que os Irlandeses acabam ficando entre família ou indo aos seus pubs locais preferidos. Acho que eu estava esperando um carnaval, então no final das contas a culpa é minha pela criação de expectativas erradas. Faz parte, não é mesmo? Mas claro que nos divertimos mesmo assim :)

stpatricks

Outro acontecimento importante nesses meses foi a visita da minha família. A saudade era maior do que eu imaginava e foi incrível poder abraçar meu pai, minhas irmãs, cunhados e primos que vieram nos ver. Foi uma semana e meia de muitas crises de riso, casos pra contar, lugares novos e comidas gostosas! Além de Limerick, fomos também para Dublin e para Edimburgo, na Escócia. Um dos pontos altos foi um Jantar Medieval no Bunratty Castle, com música, bebidas e comidas típicas, que tinham que ser comidas com as mãos! Não existiam talheres naquela época, certo? hahaha Também fomos aos Cliffs of Moher, os famosos penhascos aqui da Irlanda, e passamos o dia em Cong e Knock, duas cidadezinhas lindas. Obrigada pela visita, família!

Edimburgo foi impressionante, incrível, sensacional. Que cidade maravilhosa! Já quero voltar à Escócia para conhecer o interior do país e passar mais uns dias na capital. Fiquei realmente encantada com a arquitetura, cultura e todos os elementos históricos. Vai ter post sobre a cidade sim, em breve :)

familia

Ah, além da minha família, recebemos por dois dias um amigo querido lá de BH, que estava passeando aqui pela Europa. Visitamos muitos pubs e colocamos o papo em dia! E, pra completar, nas últimas semanas também ficamos sabendo que receberemos a visita de mais pessoas queridas no final do nosso intercâmbio, la pro mês de setembro. Estamos muito felizes. Venham todos!

A partir de abril a temperatura começou a melhorar, o que acabou ocasionando muitas caminhadas pela cidade, idas ao parque, picnics e dias agradáveis. Adoro a forma como os Europeus aproveitam o verão, enchendo os parques, praticando esportes e tomando muito sorvete – acredito que seja parecida com nossa forma de curtir o frio, com bebidas quentes, fondue e roupas quentinhas. O humor geral aqui em Limerick mudou e isso é uma delícia. Acredita que até rolou um churrasco (com farofa, pão de alho e vinagrete), seguido de um domingo no parque? Tudo isso com sol! Que alegria :)

primavera

Em termos práticos, a maior novidade é que eu fui contratada na UL (University of Limerick), em que estava como voluntária. Continuo trabalhando a mesma quantidade de horas por dia (3h) e não ganho muito, mas já da pra pagar as contas! No verão talvez role a chance de trabalhar por um período mais longo, dependendo do que eles precisarem, e ai o salário também aumenta.

Como falei ali em cima, estou sendo tomada pela sensação de que nosso tempo aqui está passando muito rápido e já está acabando. É um pouco loucura, eu sei, mas por esse motivo tenho planejado fazer mais viagens pelo país, conhecer a Irlanda do Norte e começar uma lista do que eu ainda não conheço ou não fiz aqui em Limerick e região, para dar tempo de tudo. Quando voltei de Buenos Aires, fiquei arrependida de ter deixado tanta coisa pra ultima hora e não conseguir fazer tudo que queria. Chega de procrastinar!

Por fim, começamos a planejar também nossa eurotrip final, em setembro/outubro. Queremos começar pela Finlândia, para visitar minhas queridas irmãs intercambistas, mas o resto é um misterio. Minha ideia inicial é descer pelo leste europeu, passando pela Rússia, Estônia, Polônia e por ai vai. Me dêem sugestões por aqui, por favor!

Obrigada por me não me abandonarem. Volto logo ♡


Muitas pessoas tem chegado ate o blog pelos diários de intercâmbio e todas as informações sobre Limerick, então tenho planejado também fazer mais posts sobre a cidade, o processo de organização do intercâmbio e tudo mais. Se vocês tiverem duvidas especificas, é só falar.

limerickirlanda

Tássia Rabelo

Oi! Meu nome é Tássia, tenho 25 anos e sou aquariana. Minha paixão por viajar veio cedo. Meus primeiros passos foram em uma viagem pra praia e ainda criança aprendi que dormir em uma barraca é normal, ouvir idiomas esquisitos é incrível e conhecer gente diferente é melhor ainda! Sou de Belo Horizonte e apaixonada por Minas Gerais e pelo meu Brasil, mas já morei em alguns outros lugares pelo mundo. Adoro fotografar, ler, fazer projetos manuais, cozinhar, assistir seriados, pesquisar sobre coisas aleatórias, me perder no mundo da internet e ouvir podcasts.

Discussion about this post

  1. Aline Fernandes disse:

    Limerick é melhor pq temos dois mineiros demais por aqui… Pronto. Falei! Churras brazuca com amigos excepcionais não tem preço… Mais uma das maravilhas de dividir as experiência do intercâmbio com amigos tão queridos e especiais. Descrição do St. Patrick’s simplesmente arrasadora. Foi exatamente isso: muitas expectativas não realizadas, mas valeu super a ida à Dublin.

Comments are closed.