Tudo que você precisa saber sobre a Islândia

Planejar uma viagem para a Islândia não é complicado. Tem muita informação pela internet, páginas no Facebook que ajudam e o melhor é que tá tudo em inglês. Mesmo assim, algumas informações importantes podem ficar perdidas e é sobre isso que eu vou falar: o básico que você precisa saber para planejar a sua viagem. Vamos lá?

COMO É O CLIMA?

Nunca faz muito calor na Islândia e verão por lá costuma ter temperaturas máximas próximas de 15ºC. Em compensação o inverno islandês é razoavelmente tranquilo, mesmo o país estando bem próximo ao círculo polar ártico. Em março, no final do inverno pegamos temperaturas próximas de zero e em pouquíssimos momentos tivemos graus negativos. O problema no país é o vento que baixa muito a sensação térmica e exige casacos à prova d’água / corta vento.

QUAL É A MOEDA?

A moeda da Islândia é a króna, simbolizada pelas letras kr. A conversão é um pouco difícil, sendo  €1 = 146,88kr (câmbio em 30/04/15) e o melhor é fazer a troca logo no aeroporto quando chegar, já que normalmente acaba-se passando menos tempo em cidades. A maior parte dos estabelecimentos aceita cartões, então essa é uma excelente opção caso você não queira arriscar ficar com umas notas a mais no final.

x-14

QUANTO CUSTA?

Nem vou fazer rodeios: viajar para a Islândia não é barato. Um sanduíche no Subway + refrigerante sai por €8, uma cerveja fica por volta de €6, uma refeição simples em um restaurante cerca de €20 e um litro de gasolina custa €1,50. Fazer turismo também não sai barato e os passeios “simples” de um dia – como o Golden Circle – ficam na faixa de €70.

Claro que, como em todas as viagens, há formas de reduzir os gastos e economizar. Dá pra dividir um dormitório de albergue, cozinhar, juntar uma galera e alugar um carro, fazer os passeios em ônibus de viagem convencionais e por aí vai! Mas já vá preparado para desembolsar um dinheirinho a mais no país.

QUANDO IR?

A Islândia conta com duas grandes atrações naturais diretamente ligadas à época do ano: a aurora boreal e o sol da meia noite. A aurora boreal pode ser vista de setembro a março/abril e o sol da meia noite nos meses do verão e principalmente no norte do país. Tente planejar sua viagem pra algum desses períodos para aproveitar fenômenos raríssimos da natureza.

aurora-2

COMO IR DO AEROPORTO À CIDADE?

Keflavík fica a 50km de Reykjavik, o que acaba acarretando em altos custos de transporte para a cidade. Caso você tenha decidido alugar um carro (leu o post de quarta?) você já poderá retirá-lo no aeroporto mesmo e simplificar essa etapa.

Para todos os outros casos, considero o FlyBus uma das melhores opções de transporte. O custo é de ISK 2.500 (aprox.  €17) por pessoa e pode ser comprado antecipadamente pela internet. O ônibus sai em intervalos de 30 minutos, oferece wi-fi grátis e te deixa na porta do seu hotel.

Caso você esteja hospedado no centro da cidade próximo à rua Laugavegur provavelmente terá que trocar do ônibus para uma van no meio do caminho, mas o processo é bem tranquilo.

COMO CONHECER O PAÍS?

Você tem basicamente três opções para conhecer os pontos turísticos da Islândia: alugar um carro, contratar tours com uma empresa de turismo ou utilizar os ônibus convencionais de transporte do país.

Na quarta feira fiz uma análise bem completa (com custos reais) entre as duas opções que considero as melhores e mais práticas para conhecer o país. Vai lá no post ler tudo a respeito e escolher o que melhor se adequa ao seu perfil.

x-2

QUAIS CIDADES CONHECER?

Uma viagem muito popular no país é a volta na ilha feita através da Ring Road, a estrada que dá a volta em todo país. São 1.332km de extensão e o tempo recomendado para percorrê-los é de 10 dias. Nesse caso as cidades sugeridas como base são Reykjavik, Vik, Höfn, Egilsstaðir, Reykjahlíð, Blönduós e Borgarnes.

Para quem tem menos tempo recomenda-se conhecer o sudoeste da ilha, indo de Reykjavik a Vik ou talvez até a Jokulsarlon, um pouco mais à frente. Foi o que eu fiz. Nesse caso o melhor é hospedar-se exatamente nas duas cidades antes citadas, Vik e Reykjavik. Mas esses roteiros todos serão abordados de forma mais completa um pouco mais pra frente :)

Captura de Tela 2015-05-01 às 01.48.32

Nas semanas seguintes vou falar sobre os melhores roteiros e passeios que fizemos, além de outras dicas relativas à Islândia. Restou alguma dúvida? É só deixar um comentário!


Mais conteúdo sobre a Islândia:
Caça à Aurora Boreal: O resultado
Aplicativos que vão te ajudar na caça à Aurora Boreal
Vale a pena alugar carro na Islândia?
O que fazer em Reykjavík?
Comida típica islandesa no Café Loki
Golden Circle: Um dia imperdível na Islândia
Skógafoss e Seljalandsfoss: As cachoeiras no caminho até Vík
As praias de areia negra de Vík y Mýrdal
Jökulsárlón na Islândia: A maior lagoa glacial do país
Dormindo em uma fazenda na Islândia
Roteiro para a Islândia: 5 dias

Tássia Rabelo

Oi! Meu nome é Tássia, tenho 25 anos e sou aquariana. Minha paixão por viajar veio cedo. Meus primeiros passos foram em uma viagem pra praia e ainda criança aprendi que dormir em uma barraca é normal, ouvir idiomas esquisitos é incrível e conhecer gente diferente é melhor ainda! Sou de Belo Horizonte e apaixonada por Minas Gerais e pelo meu Brasil, mas já morei em alguns outros lugares pelo mundo. Adoro fotografar, ler, fazer projetos manuais, cozinhar, assistir seriados, pesquisar sobre coisas aleatórias, me perder no mundo da internet e ouvir podcasts.