Onde e quando ver a Aurora Boreal?

Um dos meus maiores sonhos relacionados a viagem é ver pessoalmente a aurora boreal. Já planejei muitas viagens imaginárias para países gelados com o único objetivo de – tentar – presenciar esse fenômeno, mas finalmente meu planejamento deixou de ser imaginário e passou a ser real. Em março embarco para a Islândia, com direito a uma passadinha na Holanda e na Alemanha, pra caçar a aurora.

Mas, afinal, o que é a aurora boreal?

Falando de forma simplificada, o fenômeno ocorre pelo contato dos ventos solares com o campo magnético do planeta, formando luzes dançantes semelhantes a nuvens, porém com limites pouco nítidos. As cores variam bastante, mas o mais comum é visualizar auroras esverdeadas ou avermelhadas. A explosão de cores pode durar poucos minutos ou até horas e a intensidade varia bastante, podendo haver pulsos de luz.

Por ser um fenômeno natural, não é possível prever sua aparição. Por isso todo mundo que viaja com a intenção de ver a aurora diz que vai à sua “caça”. Você pode planejar sua viagem no período de maior frequência de aparições e no clima ideal, mas ainda assim corre o risco de não ver nada!

8717790190_121a59fdd7_k

Qual é a época ideal?

A aurora acontece nas regiões polares do nosso planeta onde temos grandes períodos de luz solar (sol da meia noite) e outros períodos de completa escuridão. São nesses períodos de escuridão, no inverno, que o fenômeno pode ser melhor visualizado. Os meses de maior ocorrência são setembro a outubro ou março a abril, o que acaba sendo favorável por ser o início ou final do inverno – assim não sofremos tanto com o frio.

Além de planejar sua viagem para esses meses, é importante também que você tenha atenção para o calendário lunar. Na lua cheia o céu está mais claro e, portanto, as chances de avistar a aurora diminui. Procure marcar sua viagem entre as luas minguante, nova ou crescente. Quando mais escuro, mais chances você tem.

É claro que, mesmo fazendo tudo isso, você pode dar o azar de pegar tempestades e céu nublado o tempo todo, aí nada de aurora. É importante embarcar numa viagem dessas já preparado psicologicamente pra possibilidade de não ver nada :(

13509521965_193f38368f_k

Onde é melhor?

Tromsø, na Noruega, é uma das cidades mais famosas no mundo para visualização da aurora, mas ela pode ser avistada de qualquer localização próxima ou acima do Círculo Polar Ártico – Islândia, Suécia, Finlândia, Alasca, Canadá, Rússia, Groenlândia, etc.

E por que a Islândia?

Optei pela Islândia por ser um país incrível em outros aspectos. Como vou ficar cinco dias por lá, queria um lugar que tivesse atrações interessantes durante o dia. A Islândia tem vulcões, geleiras, lagoas, cachoeiras, águas termais e uma cultura milenar muito curiosa. Além disso, tem um clima mais favorável do que muitos dos outros países citados acima – nessa época as temperaturas raramente vão para abaixo de zero, ao contrário do Canadá ou do Alasca, que chegam a -30c, -40C. Por fim, ir para lá ou para Tromsø acabaria saindo no mesmo preço, então decidi deixar a Noruega pra quando o tempo permitir um tour por todos os outros países nórdicos.

10044310136_5e87249d5f_k

9372036030_1d140fb27e_k

Todas as fotos desse post são da Claudia Regina e você pode encontrá-las aqui ou clicando em qualquer uma das imagens.

Tássia Rabelo

Oi! Meu nome é Tássia, tenho 25 anos e sou aquariana. Minha paixão por viajar veio cedo. Meus primeiros passos foram em uma viagem pra praia e ainda criança aprendi que dormir em uma barraca é normal, ouvir idiomas esquisitos é incrível e conhecer gente diferente é melhor ainda! Sou de Belo Horizonte e apaixonada por Minas Gerais e pelo meu Brasil, mas já morei em alguns outros lugares pelo mundo. Adoro fotografar, ler, fazer projetos manuais, cozinhar, assistir seriados, pesquisar sobre coisas aleatórias, me perder no mundo da internet e ouvir podcasts.

2 Discussion to this post

  1. Lucas disse:

    eu vooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooou

Comments are closed.