Tokyo Disney Sea

Durante a viagem para o Japão, postei aqui uma série de fotos tiradas na Disney Sea, um dos dois parques da Disney em Tóquio, vocês lembram? Eu fiquei muito impressionada com o tanto que os japoneses conseguem aproveitar a magia da Disney, muito mais do que os americanos ou turistas de qualquer país. Esse foi um programa que valeu muito à pena e fiquei ainda com vontade de conhecer também a Tokyo Disneyland, mas pelo tempo não teria jeito! Pra quem quiser visitar o mesmo que eu, vamos às informações.

COMO CHEGAR

Os dois parques estão bem pertinho e é super fácil chegar lá! A partir da estação central de Tóquio, pegue a linha JR Kalyo ou a JR Musashino até a estação Maihama. No caminho você já vai conseguir avistar os hotéis que fazem parte do complexo da Disney, além de algumas atrações dos parques! Chegando lá, você ainda terá que pegar um monorail (um trenzinho) até o destino desejado.

No site da Disney há várias outras possibilidades para o caminho, alternativas de trem ou alguns ônibus. Se você estiver de carro ou for de táxi, lá também tem as instruções para você conseguir se localizar bem. O trajeto acima foi o que eu fiz e foi bem tranquilo mesmo! Para chegar na estação central, há uma série de possibilidades de metrôs, então é só dar uma olhadinha no mapa!

disneysea-1

disneysea-2

O DISNEY SEA

Tive algumas dúvidas sobre qual dos dois parques escolher. Já tinha lido que o Disney Sea era um pouco infantil, mas sabia que o Disneyland era praticamente uma cópia do Magic Kingdom, em Orlando, que eu já conheço… Acabei ficando com o Sea, porque seria mais diferente, e não me arrependo. Achei o parque incrivelmente bem feito, detalhes incríveis e um cenário inacreditável. Pra quem conhece algum parque da Disney, sabe que eles não medem esforços para criar uma atmosfera mágica e transportar seus visitantes para um outro universo. O Disney Sea faz isso perfeitamente!

O parque é dividido sete áreas: Port Discovery (um porto futurístico), American Waterfront (um misto de cidade grande com vilarejo de pescadores), Mediterranean Harbor (o clima de uma cidade portuária européia com vários restaurantes e lojas), Mysterious Island (descubra os segredos da terra e do fundo do mar), Mermaid Lagoon (o mundo da Pequena Sereia, uma área infantil), Arabian Coast (experimente o mundo do Alladin) e Lost River Delta (em meio a selvas da América Central).

disneysea-3

AS MELHORES ATRAÇÕES

De forma geral, o parque não tem atrações emocionantes. Se você não liga pra Disney e sim pra montanhas russas, esse não é o parque para você! Na nossa opinião, as melhores opcões são:

  • Tower of Terror – Sim, quase o mesmo do Hollywood Studios, em Orlando. A atração consiste basicamente em um elevador em um castelo abandonado, que sobe e desce com emoção! hahahaha Eu não fui no de Orlando, mas segundo minha prima o do Disney Sea é um pouco mais radical.
  • Raging Spirits – É a única montanha russa com um um loop 360 graus e, apesar de não ser excepcional, garante também um pouco de emoção! O trajeto percorrido pelo carrinho é bem curto e vai acabar antes que você imagina, mas isso acaba dando vontade de repetir. Se não tiver muita fila, acho uma boa ideia mesmo!

disneysea-6

SHOWS

Normalmente um dos programas legais dos parques da Disney são os shows. Logo na entrada, já recebemos um folheto com os horários e programações do dia. Pra dar uma descansada, decidimos ir no Mystic Rhythms, um show que é descrito como uma dança entre animais, espíritos e humanos em uma misteriosa selva, no ritimo da vida. Eu tinha lido em um blog que era algo bem “Circo de Soleil” e acabamos escolhendo tendo isso como base. Eu fiquei meio desorientada por não entender a história, que era narrada em japonês, mas a música era hipnotizante e a dança bonita, com muitas acrobacias… Mas é um pouco de exagero comparar com o Circo de Soleil!

De forma geral, aconselho a todos assistir ao Fantasmic!, que não vimos por que eu estava morrendo de frio e dor nos pés. Se quiser algum outro show, busque aqueles que não dependem do idioma para o entendimento. Pode ser algum com dança ou com uma história que você já sabe de cor, por exemplo. Sei que na área da Pequena Sereia há um que disponibiliza uma espécie de aparelho tradutor.

FAST PASS

Pra quem não sabe, a Disney tem em todos os seus parques um esquema bem legal que permite que você pegue uma fila mais rápida nas principais atrações. Funciona da seguinte forma: com o seu ingresso, você pode retirar na entrada dos brinquedos, um Fast Pass. É basicamente um papel que mostra o horário em que você pode voltar para pegar sua fila especial. Nesse papel também estará falando a partir de que horas você poderá pegar o seu próximo Fast Pass, porque eles não podem ser infinitos, né? Use esse esquema o máximo possível e você provavelmente conseguirá ir em tudo que quiser em um dia!

RESTAURANTES

O parque conta com 35 lugares para comer, entre os que servem somente lanchinhos e os restaurantes. Mesmo assim, por volta de meio dia já víamos filas enormes nos lugares mais gostosos. A dica básica para qualquer parque de diversão é: não coma no horário tradicional do almoço. O ideal é comer lá pras 14h ou 15h, por exemplo, quando quase não há mais filas. Nós almoçamos no lugar que estava mais perto na hora que deu fome, o Yucatan Base Camp Grill, que servia carne de porco e frango, mas não era grandes coisas não… Com certeza há melhores no parque!

disneysea-13

LOJAS

Também existem muitíssimas opções de lojas diferentes no Disney Sea, principalmente no Mediterranean Harbor, mas elas não se comparam às existentes nos parques e na Downtown Disney em Orlando. São poucas as opções de itens para casa, por exemplo. Por outro lado, há lojas dedicadas inteiramente ao Duffy, um ursinho que eu nem sabia que existia e é mais popular que o Mickey no Japão! Loucura, né?

Só de escrever esse post já me deu vontade de ter um parque incrível como esses aqui no Brasil… Temos o Hopi Hari e o Beto Carrero, mas ambos vivem em difícil situação financeira e arrisco dizer que a grande maioria dos brasileiros nunca foram em nenhum dos dois! Triste, né? Eu amo parques de diversão!

disneysea-5

disneysea-7

disneysea-12

disneysea-8

disneysea-10

disneysea-14

Tássia Rabelo

Oi! Meu nome é Tássia, tenho 25 anos e sou aquariana. Minha paixão por viajar veio cedo. Meus primeiros passos foram em uma viagem pra praia e ainda criança aprendi que dormir em uma barraca é normal, ouvir idiomas esquisitos é incrível e conhecer gente diferente é melhor ainda! Sou de Belo Horizonte e apaixonada por Minas Gerais e pelo meu Brasil, mas já morei em alguns outros lugares pelo mundo. Adoro fotografar, ler, fazer projetos manuais, cozinhar, assistir seriados, pesquisar sobre coisas aleatórias, me perder no mundo da internet e ouvir podcasts.

2 Discussion to this post

  1. Yamada Tania disse:

    Parabéns! Adoramos as suas dicas, estávamos buscando páginas e até vimos as dicas de um casal que trabalhou na Disney de Orlando e ele também fez algumas comparações legais. Na Disney do Japão você vai ouvir, além da língua japonesa, o Coreano, Chinês, e o inglês com todos os sotaques, desde o Canadá a AU ou a New Zeland entre outros. Já em Orlando a gente escuta muito mais o nosso português e espanhol do que inglês né!

    • Yamada, com certeza essas diferenças são gritantes mesmo! Adorei o clima dos parques de diversão no Japão, mas Orlando continua sendo muito mágico também <3

Comments are closed.